Positivo tenta barrar compra de equipamentos para telecentros

21/01/2010 - Depois de homologado em 30 de dezembro do ano passado, o pregão para compra de equipamentos de informática para implantação de 15 mil telecentros corre o risco de ser anulado. Isto porque a Positivo, empresa que ofereceu o segundo melhor lance, entrou com recurso no TCU (Tribunal de Contas da União), com pedido de medida cautelar, para suspender o processo.

O Ministério das Comunicações já prestou os esclarecimentos solicitados pelo TCU e aguarda apenas a manifestação desse órgão para iniciar os procedimentos para assinatura de contrato. O relator do processo, ministro José Jorge, ainda não se pronunciou.

A Digibrás foi a vencedora do pregão. A empresa ofereceu os equipamentos pelo valor de R$ 191,4 milhões, preço 41% menor do que o estimado pela Coordenação de Projetos Especiais do Minicom. Os equipamentos já foram testados e validados.

Os equipamentos para os 15 mil telecentros são formados por 165 mil computadores, 165 mil estabilizadores, 15 mil impressoras laser, 15 mil roteadores de internet sem fio, 15 mil câmeras para monitoramento. O projeto faz parte do programa de inclusão digital do governo federal e prevê a implantação de 21 mil telecentros comunitários até o final deste ano.

Já o lote dos mobiliários, composto de 180 mil mesas, 210 mil cadeiras e 150 mil armários foi mesmo cancelado, após a descoberta de fraude documental. Segundo o coordenador-geral de Acompanhamento de Projetos Especiais do Minicom, Carlos Paiva, novo edital está sendo elaborado e será publicado até o próximo mês. (Do Tele.Síntese)

Ele é Blogueiro, Designer gráfico e Palestrante... Auditório, ele é bom ou não é?!?!?

COMPARTILHAR

POSTAGENS RELACIONADAS

Próxima
« Voltar
Anterior
Próxima »
A reprodução do conteúdo deste blog é permitida e incentivada, desde que citada e linkada a sua fonte.
Todas as postagens aqui são linkadas.